O RH é uma das frentes mais importantes de qualquer empresa, pois ele é a porta de entrada para o principal ativo do negócio: os colaboradores. Em empresas de grande porte, essa área tão estratégica enfrenta desafios únicos para gerenciar os recursos humanos de maneira eficiente.

O universo empresarial está em constante evolução e, por isso, o uso de tecnologia tem se tornado cada vez mais comum para otimizar processos — principalmente em empresas de grande porte. Afinal, essas empresas lideram o caminho da implementação de novas práticas de RH

A pergunta que fica é: como ter certeza de que a sua empresa é líder também na área de Recursos Humanos

Se você tem dúvidas sobre o uso da tecnologia no RH para empresas de grande porte, continue a leitura! Neste artigo, vamos entender melhor quando e como usar essas ferramentas na sua rotina.

Desafios do RH em empresas de grande porte

Gerenciar pessoas não é uma tarefa fácil. Afinal, cada colaborador possui indicadores próprios para se manter motivado e satisfeito com o trabalho. No entanto, quando pensamos em empresas de grande porte, esse desafio se torna ainda maior, pois é preciso considerar a dificuldade para escalar os processos.

Isso porque os diversos níveis hierárquicos e as estruturas organizacionais complexas das empresas de grande porte muitas vezes resultam em fluxos de tomada de decisão mais burocráticos e demorados, dificultando a implementação de qualquer mudança.

A variedade de setores e o volume de colaboradores nas empresas de grande porte também representam um grande obstáculo — principalmente no que diz respeito à personalização de treinamentos, políticas, ferramentas e benefícios que atendam às necessidades específicas de cada equipe.

Além disso, existe um impacto direto na cultura organizacional que, muitas vezes, perde espaço para subculturas dentro da empresa. Isso torna ainda mais difícil manter todos os colaboradores alinhados aos valores e propósitos da organização, o que enfraquece o senso de pertencimento e leva à dificuldade de retenção de talentos.

Inovação tecnológica para o RH do futuro, acesse o RH

A gestão de RH em grandes empresas

Todos esses desafios fazem com que o uso de tecnologias e ferramentas de RH sejam essenciais em empresas de grande porte. Tanto para garantir uma análise de dados holística quanto para ganhar tempo com a automatização de tarefas repetitivas.

Nesse caso, o tamanho e a complexidade das empresas de grande porte permitem que essas ferramentas sejam utilizadas principalmente para:

Na prática, isso significa usar a tecnologia como uma aliada para melhorar a eficiência dos processos internos e maximizar o potencial humano, direcionando o tempo dos colaboradores do RH para tarefas mais estratégicas na gestão de pessoas.

Na Randstad, por exemplo, o controle manual da folha de ponto dos mais de 4.500 funcionários da empresa era um dos maiores desafios do RH. 

Com a automação dessa tarefa por meio das ferramentas de gestão de ponto da Ahgora, a empresa conseguiu não só garantir mais acuracidade na folha de pagamento e fortalecer o compliance, mas também economizar mais de 1.200 horas de trabalho dos profissionais.

Saiba como a RANDSTAD reduziu significativamente o tempo de fechamento de folha

Estratégias para empresas de grande porte

Empresas de grande porte têm estruturas, processos e desafios únicos. Portanto, precisam contar com estratégias personalizadas para otimizar a gestão de pessoas.

Isso porque as táticas que são eficientes para pequenos e médios negócios, em que a comunicação é mais direta e os processos são mais ágeis, podem não ser bem sucedidas devido à escala e complexidade das empresas de grande porte.

Nesses casos, o uso da tecnologia é um facilitador para permitir uma gestão mais eficiente, personalizada e baseada em dados. Veja:

Desenvolvimento de lideranças

O desenvolvimento de novos líderes alinhados à missão, visão e valores do negócio é um dos elementos mais importantes para empresas de grande porte. Não à toa, essa é uma prioridade para mais de 60% dos líderes de RH.

O motivo fica claro quando consideramos uma pesquisa recente do Gallup, que indica que 70% das variações de engajamento das equipes estão relacionadas aos gerentes imediatos, sendo que a desmotivação dos colaboradores gera um prejuízo global de US$ 8,1 trilhões para as empresas de grande porte.

No entanto, essa também é uma das tarefas mais complexas para o RH. Afinal, oferecer programas de desenvolvimento de liderança e adaptar o treinamento para atender às necessidades de diferentes departamentos é uma missão desafiadora.

Nesse caso, a solução é contar com uma plataforma de educação corporativa, um sistema de gestão da aprendizagem (LMS, na sigla em inglês) com tecnologia de ponta, como a Webtraining. Com ela, é possível criar cursos personalizados e acompanhar o progresso dos colaboradores, tudo em um só lugar, o que torna o processo muito mais viável para grandes empresas.

É a forma que a Klabin encontrou para gerenciar treinamentos e desenvolvimento de colaboradores em 25 unidades espalhadas por três países. Você pode saber mais sobre a cultura de aprendizado fortalecida com a tecnologia neste vídeo em nosso canal.

Planilha de RH para avaliação de desempenho educação corporativa

Employee Experience

A experiência do colaborador também está entre as top três prioridades no planejamento estratégico de recursos humanos para mais de 45% das lideranças de RH. 

Para empresas de grande porte, esse é um fator especialmente importante já que funcionários engajados tendem a ser mais produtivos. Equipes engajadas e bem lideradas costumam observar um aumento de 70% ou mais na produtividade

Nesse sentido, algumas estratégias para criar uma cultura que promova a valorização e o bem-estar dos colaboradores são:

No entanto, quando trabalhamos com um número grande de colaboradores, é preciso considerar que diferentes grupos podem ter necessidades e expectativas diferentes em relação a esses benefícios.

Para atuar de maneira mais estratégica sobre essas diferenças, é preciso contar com uma ferramenta de People Analytics. O módulo Analytics da Ahgora, por exemplo, fornece insights sobre comportamento e perfil de cada colaborador, ajudando o RH a selecionar as melhores estratégias de employee experience a partir dessas informações.

Dica: Melhore a performance da sua Gestão de Ponto com o PontoWeb + Analytics

Redução de turnover

Não é segredo que os custos financeiros ao perder colaboradores chave são altos. Não só pela perda de expertise do profissional e os custos de uma nova contratação, mas também pelo impacto que essa saída pode causar na produtividade dos times.

Quando pensamos em empresas de grande porte, em que o turnover acontece em escala, esse desafio se torna ainda maior, principalmente no Brasil, que é o país com maior índice turnover do mundo, segundo levantamento realizado pela Robert Half.

Isso fez com que a HR Innovation apontasse a rotatividade de colaboradores no primeiro lugar entre as métricas que mais preocuparam os RHs em 2023. E com toda razão, já que a diminuição dessa rotatividade é essencial para manter a saúde financeira das empresas de grande porte.

HR Innovation 3ª edição relatório 2023

Nesse caso, tudo seria mais fácil se os RHs conseguissem prever quais colaboradores têm mais chances de pedir demissão, certo? Assim, poderiam agir de forma preventiva para reter talentos e evitar o aumento do turnover na organização.

Embora pareça impossível, já existem tecnologias capazes de fazer essa previsão. É o caso do Attrition, a ferramenta de people analytics da Ahgora que utiliza a inteligência artificial para analisar dados, calcular scores de risco de turnover para cada colaborador e gerar alertas. Assim, gestores e RHs têm condições de agir sobre a situação e evitar que aconteça.

Recrutamento estratégico

O recrutamento estratégico de novos colaboradores é o passo que liga todos os anteriores. Ele certifica que as pessoas que estão sendo contratadas estão alinhadas com a cultura da empresa, podem se tornar boas lideranças e desenvolver o sentimento de pertencimento.

Ainda assim, esse também é um desafio para empresas que lidam com grande volume de vagas e candidatos, tornando o processo de atração, recrutamento e seleção mais complexo e demorado. 

Isso porque encontrar candidatos que não apenas tenham as habilidades técnicas necessárias, mas também estejam alinhados com a cultura, valores e objetivos da empresa é uma tarefa complexa, especialmente quando pensamos em grande escala.

Prova disso é que mais de 36% dos líderes de RH dizem que suas estratégias são insuficientes para encontrar os profissionais que precisam.

Por isso, essa também é uma etapa em que vale apostar no uso de tecnologias e ferramentas analytics para otimizar o processo de contratação, além de usar os dados para identificar tendências e medir a eficiência das estratégias de recrutamento.

People Analytics: uma necessidade para grandes empresas

A análise de dados representa um papel crucial para uma gestão de RH mais estratégica. Afinal, as ações relacionadas ao RH, como recrutamento, retenção, treinamento e desenvolvimento, têm um impacto direto nos resultados do negócio

Mas, com o grande volume de informações das maiores empresas, fazer o acompanhamento manual se torna uma tarefa inviável.

Nesse cenário, as ferramentas de People Analytics permitem coletar informações relevantes sobre cada um dos colaboradores. Com isso, é possível identificar padrões comportamentais e tendências que podem ajudar na tomada de decisão para ações mais estratégicas. 

No caso do turnover, por exemplo, que é o 4º indicador de RH mais utilizado pelas empresas, segundo a terceira edição do HR Innovation, a análise de dados pode revelar padrões associados à rotatividade de funcionários, ajudando a identificar os fatores que influenciam a saída dos profissionais. 

Dessa forma, é possível agir de maneira preventiva para melhorar a satisfação dos colaboradores e reter lideranças-chave ou talentos que são fundamentais para os resultados da empresa.

E-book People Analytics: o próximo passo para o RH digital

O futuro do RH nas grandes corporações

Como vimos, a incorporação da tecnologia nos processos de RH já não é uma opção, mas uma necessidade para empresas que buscam eficiência, produtividade e crescimento sustentável a longo prazo.

Ao adotar tecnologias inovadoras, as organizações não só conseguem lidar com desafios únicos da sua estrutura, como aproveitam melhor as oportunidades e implementam estratégias mais eficazes para otimizar a gestão de pessoal, capacitar seus funcionários e se posicionar de maneira mais competitiva no mercado.

Além disso, vale lembrar que as grandes empresas têm um papel pioneiro nas tendências de RH, já que possuem mais recursos para investir e testar softwares de análise de dados, inteligências artificiais e sistemas de gestão de pessoas.

Como consequência da sua influência no mercado, essas práticas passam a se tornar também referência para outras empresas, incentivando um avanço no mercado em que as empresas de grande porte lideram o caminho da mudança.

E a sua empresa? Está pronta para implementar o RH do futuro, hoje? Então, agende um bate papo com um dos nossos consultores e veja como a tecnologia da Ahgora pode impulsionar os resultados do seu negócio!