Você já se perguntou como a tecnologia pode revolucionar o RH no varejo? Em um setor tão dinâmico, onde a satisfação do cliente e a eficiência operacional são críticas, os avanços tecnológicos estão transformando o panorama dos Recursos Humanos. 

Uma pesquisa, da Opinion Box, mostra que 7 em cada 10 consumidores brasileiros esperam que as empresas saibam reconhecê-los como indivíduos únicos e identificar seus interesses. Isso mostra como a experiência de compra no varejo está se transformando cada vez mais. 

E o que o RH tem a ver com isso? Tudo!

Somente a área de Recursos Humanos é capaz de promover a mudança de paradigma necessária para enfrentar as transformações do mercado, já que moldar a cultura empresarial é uma das suas principais atribuições.

Ou seja, se o mercado atual pede uma atuação centrada no consumidor, cada colaborador deve trabalhar com base nesse entendimento. E essa cultura deve, por sua vez, vir de dentro para fora.

O RH no varejo, portanto, é responsável por gerir as pessoas que fazem esse setor funcionar e crescer. Por isso, ele precisa estar atento às demandas do mercado e às novidades tecnológicas que podem facilitar o seu trabalho e melhorar a experiência dos colaboradores e clientes.

7 benefícios da tecnologia para o RH no varejo

Neste artigo, você vai descobrir como a tecnologia pode ser uma grande aliada do RH no varejo, além de 7 benefícios que o RH no varejo pode trazer para a gestão de pessoas nesse segmento. Ficou curioso? Então, continue lendo!

Panorama do RH no varejo

O varejo é um dos setores mais dinâmicos e competitivos da economia e, por isso, os profissionais de RH devem atuar de maneira estratégica e alinhada às necessidades do negócio. Nesse sentido, algumas das suas principais responsabilidades incluem:

  • Atrair e reter talentos que se identifiquem com a cultura e os valores da empresa, e que tenham competências para lidar com o público e vender os produtos ou serviços oferecidos.
  • Dar treinamento e incentivar os funcionários, oferecendo chances para eles crescerem, sendo reconhecidos pelo bom trabalho e recebendo opiniões sobre como melhorar. Além disso, criar um ambiente de trabalho que todos gostem e que faça a equipe render mais.
  • Gerenciar os processos e as rotinas de RH, como folha de pagamento, benefícios, legislação trabalhista, saúde e segurança, entre outros, garantindo a conformidade e a eficiência das operações.

No entanto, apesar de ser um setor importante para a economia e para o emprego, o RH no varejo enfrenta alguns desafios. Por exemplo, segundo a Sociedade Brasileira de Varejo e Consumo (SBVC), a taxa de turnover no setor de varejo no Brasil é de cerca de 36%, o que significa que a cada dez funcionários contratados, três ou quatro deixam a empresa.

Os desafios enfrentados pelo RH no varejo pode ser causado por vários motivos, como longas jornadas e pressão por resultados. O turnover traz custos e prejudica o atendimento e a fidelidade dos clientes

Pensando em contornar essa situação, o setor do RH no varejo pode oferecer benefícios, remunerações mais competitivas e planos de carreira, utilizando dados para comprovar o fato de que essas iniciativas serão revertidas em redução dos gastos com novas contratações. Por consequência, isso vai contribuir para moldar melhores relações com o cliente final.

Outro desafio enfrentado pelo RH no varejo é a sazonalidade das vendas, que muda a demanda e o estoque durante o ano. Nesse sentido, o Recursos Humanos precisa ser flexível e adaptável, planejando e dimensionando as equipes conforme cada período, e treinando e motivando os colaboradores para os momentos de alta e de baixa.

Também há o desafio da diversidade dos clientes, que querem um atendimento personalizado e diferenciado, que atenda às suas preferências, necessidades e expectativas. Para satisfazer e fidelizar esses clientes, o RH no varejo pode capacitar os colaboradores para oferecer um atendimento de qualidade, cordial, ágil, eficaz, que supere as expectativas dos consumidores. 

Por fim, a inovação tecnológica se torna um desafio ao exigir uma atualização constante dos profissionais e dos processos de RH no varejo. Portanto, o setor deve se atentar às tendências, buscando melhorar as habilidades, além de oferecer soluções inovadoras e de valor para a empresa e para os colaboradores.

10 ferramentas para inovar no RH, acesse o guia

Como usar tecnologia para o RH no varejo?

A tecnologia para RH no varejo têm um papel muito importante, ainda mais nas empresas que possuem unidades espalhadas pelo Brasil. Com a crescente digitalização da experiência de compra, as organizações de varejo e bens de consumo precisam se adaptar às novas demandas e expectativas dos consumidores.

Nesse contexto, como seria gerenciar o RH no varejo sem o apoio da tecnologia? Seria muito mais difícil e demorado coletar, analisar e integrar os dados de todas as unidades, além de comprometer a qualidade das decisões. 

Por isso, a tecnologia é uma aliada indispensável para tornar o RH no varejo mais ágil e estratégico. Há vários softwares que podem facilitar e aprimorar o trabalho do RH ao oferecerem dados confiáveis e informações em tempo real. 

A seguir, você vai conhecer 7 benefícios da tecnologia para o RH no varejo, que podem aumentar a eficiência operacional e a competitividade do seu negócio:

1. Redução de custos invisíveis

Os custos invisíveis são aqueles que não aparecem nos relatórios financeiros, mas que impactam negativamente o resultado das empresas. Eles podem surgir de diversas fontes, como desperdício de recursos, retrabalho, erros, fraudes, horas extras indevidas, entre outras. 

No varejo, que possui muitas unidades e colaboradores, esses custos podem ser ainda maiores e mais difíceis de controlar. Por isso, é essencial que o RH utilize a tecnologia como uma aliada para reduzir os custos invisíveis e aumentar a eficiência dos processos

Um exemplo são os softwares como os da Ahgora que utilizam armazenamento em nuvem e tecnologia IoT, permitindo o acesso de qualquer lugar do mundo, com conexão à internet, e fornecem dados em tempo real sobre a gestão de pessoas.

Assim, é possível identificar e corrigir os custos invisíveis em cada unidade ou departamento do varejo, além de melhorar a tomada de decisões e o engajamento dos colaboradores.

2. Auxílio para a tomada de decisões

Tomar decisões rápidas, acertadas e estratégicas é essencial para as grandes empresas do varejo. Para isso, contar com a tecnologia é um grande diferencial. Uma pesquisa no Massachusetts Institute of Technology (MIT) mostra que as empresas que usam dados na tomada de decisões têm 6% mais lucro e produtividade do que as que não usam. Portanto, quanto mais estratégica for a decisão do RH no varejo, maiores serão os benefícios para a empresa.

A Ahgora é uma parceira ideal nesse cenário! Desenvolvemos ferramentas que fornecem relatórios precisos, em tempo real, a partir das informações coletadas. Esses relatórios auxiliam os gestores a compreender o comportamento dos consumidores, as tendências do mercado, os indicadores de desempenho e os pontos de melhoria.

Com esses relatórios em mãos, a tomada de decisão do RH no varejo se torna muito mais ágil. Não é preciso perder tempo reunindo e somando dados de várias planilhas.

3. Melhoria na comunicação interna

O que você pensa ao ler a palavra varejo? A maioria das pessoas deve imaginar uma empresa grande, dividida em diversos setores e onde são comercializados produtos de diferentes categorias. Então, seguindo esta ideia, é comum que a empresa possua diversos funcionários e por vezes a comunicação não seja das melhores.

Quando a comunicação interna é bem desenvolvida, permite que todos os profissionais saibam o que devem e o que não devem fazer. Lembra daquela situação envolvendo as horas extras e os custos invisíveis? Ao usar a tecnologia para o RH no varejo, os colaboradores saberão o posicionamento da marca, evitando desperdícios.

O software Ahgora Leader consegue tornar a relação entre os times e as lideranças de departamentos mais próxima. Então, é algo benéfico para o Recursos Humanos, que fica com mais tempo livre para trabalhar de maneira estratégica. Além disso, melhora a comunicação interna, entregando o acesso a dados na palma da mão.

Ações de RH e endomarketing, faça o download da planilha

4. Segurança para os dados dos colaboradores

A Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPD) trouxe novos desafios e responsabilidades para as empresas que lidam com dados pessoais de seus clientes e colaboradores. 

No caso do varejo, um setor que emprega milhões de pessoas no Brasil, a proteção desses dados é ainda mais crítica ao envolver informações sensíveis como salários, benefícios, avaliações de desempenho, entre outras

Além disso, o segmento é um dos maiores em termos de rotatividade de funcionários no país, aumentando os riscos de vazamento ou uso indevido dos dados. Por isso, a tecnologia é uma aliada essencial na gestão e na segurança das informações dos colaboradores no varejo.


Para se adequar à lei, as empresas precisam adotar boas práticas de governança de dados. Utilizar softwares adequados e confiáveis para armazenar, processar e transmitir os dados dos colaboradores, preferencialmente em nuvem, por exemplo, oferece mais segurança, flexibilidade e escalabilidade

Ao seguir essas recomendações, as empresas do varejo podem garantir mais segurança para os dados dos seus colaboradores, além de cumprir a legislação vigente e evitar multas e sanções.

Leia também: O que a LGPD diz sobre informações pessoais dos colaboradores?

5. Gestão mais flexível

Uma boa gestão é aquela que consegue se adaptar para diferentes momentos e ocasiões. Não adianta ser rigorosa, engessada e contar com líderes que parecem verdadeiros generais. Com o uso de tecnologia para a gestão de pessoas, uma empresa varejista se torna mais flexível e adequada com a realidade.

A gestão flexível pode ser percebida quando as batidas de pontos são realizadas de maneiras variadas, como aplicativo, navegador, etc. É algo que envolve uma confiança maior entre os gestores e os colaboradores da empresa. Assim, o ideal é que todos sigam um mesmo caminho.

Sem o uso de tecnologias, o RH no varejo acaba ficando refém dos papéis e das planilhas que devem ser preenchidas de maneira manual. O que pode ocasionar em retrabalho, onde as atividades precisam ser feitas mais de uma vez, principalmente para conferência de dados. E isso torna o setor menos flexível e dinâmico, algo que deve ser evitado.

6. Otimização do tempo disponível

Que tal usar o tempo disponível no trabalho da melhor maneira possível? Quando a área de Recursos Humanos precisa lidar com muitas questões, acaba ficando burocrático. Aliás, aquela ideia de que o departamento deve apenas lidar com contratações de novos profissionais e dispensas deve ser superada.

O RH no varejo pode e deve atuar de maneira estratégica, pensando em soluções para os problemas que surgem na empresa. Mas, isso é possível apenas quando os profissionais da área possuem mais tempo livre, para poderem se dedicar a estas questões. Em suma, é interessante ser algo positivo e capaz de melhorar todo o funcionamento do negócio.

Deixar de fazer uma atividade manual e avaliar relatórios gerados por um software específico é um dos melhores caminhos para seguir no futuro. Portanto, a otimização do tempo disponível é um dos benefícios mais interessantes quando falamos de tecnologia para o RH no varejo.

7.  Gestão integrada com dados em tempo real

Um dos benefícios mais interessantes da tecnologia no RH do varejo é a integração de todas as informações. Por exemplo, o registro de ponto de um colaborador na chegada ao serviço é salvo automaticamente na nuvem. Assim, o gestor pode acessar os dados de qualquer lugar do mundo, com internet. 

Logo, as empresas de varejo precisam de um sistema integrado, que não deixe lacunas e que forneça relatórios completos, em segundos. Por isso, investir em tecnologia é essencial, para manter a empresa competitiva e em conformidade com as leis. Além disso, tudo isso é monitorado em tempo real com a tecnologia IoT.

Tecnologia na gestão de ponto eletrônico, acesse o e-book

Aumento da produtividade e eficiência operacional

Eficiência operacional significa produzir mais e melhor com menos recursos. Para isso, é preciso otimizar os processos internos da empresa, eliminando o que é desnecessário, reduzindo os custos e aumentando o lucro.

Quando falamos de RH no varejo, a tecnologia pode ser ainda mais útil. Imagine não ter que perder tempo com papelada ou erros que podem acontecer quando tudo é feito à mão? A tecnologia no RH também proporciona outros benefícios para a produtividade e a eficiência operacional, como:

  • Automatizar tarefas repetitivas: softwares, aplicativos e plataformas digitais automatizam tarefas como controle de ponto, folha de pagamento, benefícios, férias, licenças, etc. Isso diminui o trabalho e o custo, além de seguir as leis;
  • Reduzir erros: inteligência artificial ajuda a reduzir erros na seleção de currículos, avaliação de candidatos, análise de dados e elaboração de relatórios. Isso melhora a qualidade e a confiança das informações, além de evitar problemas e perdas;
  • Integrar dados: os sistemas em nuvem integram dados de diferentes fontes, como sistemas de gestão, redes sociais, pesquisas internas, etc. Isso facilita o acesso, o compartilhamento e a atualização das informações, além de permitir uma visão completa e estratégica do negócio;
  • Gerar insights: ferramentas de análise, como People Analytics, geram insights a partir dos dados coletados, como indicadores de desempenho, satisfação, engajamento, turnover etc. Isso permite identificar oportunidades de melhoria, tendências, necessidades, entre outros.

Caso de sucesso: Mercado Livre

O Mercado Livre é uma das maiores plataformas de comércio eletrônico da América Latina, com mais de 200 milhões de usuários e 60 milhões de produtos vendidos por ano. 

Para garantir a qualidade e a segurança dos serviços prestados, a empresa conta com uma equipe de cerca de 3 mil colaboradores que trabalham em regime de sobreaviso, ou seja, que podem ser acionados a qualquer momento para resolver problemas técnicos ou operacionais.

No entanto, gerenciar essa rotina de sobreaviso não era uma tarefa fácil. Antes, as horas de sobreaviso eram registradas em planilhas, o que causava sobreposição com as horas de trabalho dos colaboradores, dificultava o controle e a análise dos dados, e gerava inconsistências no pagamento e no abatimento do banco de horas.

Foi então que o Mercado Livre decidiu buscar uma solução que automatizasse e simplificasse esse processo e encontrou no módulo de sobreavisos integrado ao seu sistema de ponto eletrônico, da Ahgora. 

Com o módulo, os gestores podem lançar e consultar as informações de sobreaviso no sistema, que envia notificações automáticas aos colaboradores por e-mail ou SMS. Os colaboradores, por sua vez, podem confirmar ou recusar o sobreaviso, e registrar o horário de início e fim do acionamento, tudo pelo aplicativo da Ahgora no celular.

A implementação foi um sucesso, trazendo benefícios tanto para a empresa — como agilidade, precisão e segurança na gestão do sobreaviso — quanto para os colaboradores, que ganharam qualidade de vida, tendo mais controle sobre as suas horas e remuneração adequada. Agora, a empresa cogita expandir o uso do módulo para outras áreas, como analistas, para lidar com banco de horas e infrações.

Esse é um exemplo de como as tecnologias da Ahgora fazem a diferença no segmento de varejo, mostrando ser possível otimizar a gestão de pessoas com soluções inovadoras, práticas e confiáveis.

Confira o case completo no nosso canal do YouTube

Gestão eficiente de pessoas, acesse o e-book

Preparando o RH para o futuro do varejo

O futuro do RH no varejo é marcado por mudanças constantes e aceleradas, impulsionadas pelas novas tecnologias e pelas demandas dos consumidores. Nesse cenário, o RH no varejo precisa estar atualizado e preparado para acompanhar as tendências e inovações que impactam o setor e o mercado de trabalho.

Isso significa investir em ferramentas digitais que otimizem os processos de gestão de pessoas. Preparar o RH no varejo para o varejo é uma tarefa estratégica e essencial para garantir a competitividade e a sustentabilidade das empresas do segmento. Se você quer saber mais sobre como podemos ajudá-lo nessa missão, entre em contato com nossos consultores. Estamos à disposição para atendê-lo e oferecer as melhores soluções para o seu negócio.